segunda-feira, 31 de maio de 2010

Tem gente que machuca os outros


Em umas das canções, Renato Russo canta que tem gente que está do mesmo lado que você, mas deveria estar do lado de lá. Tem gente que machuca os outros. Tem gente que não sabe amar. Tem gente enganando a gente.

Renato era muito profundo e verdadeiro. Não é a toa que teve uma legião de seguidores. O nome não poderia ser melhor: Legião Urbana.

E, para mim, uma das frases mais simples e verdadeira é, sem dúvida, que se você quer alguém para confiar, confie antes em si mesmo.

Até porque o sol voltará amanhã mesmo..."Espera que o sol já vem".

E sabe de uma? O sol...o sol...o sol é a ESPERANÇA!


imagem: http://1.bp.blogspot.com/_k24JGqGBa5g/Sn4iRshafdI/AAAAAAAAAL4/J1fZiDJ4GyI/s400/pegadas.jpg

Sentir-se bem

Acho que só sabemos o que é sentir-se bem porque, na maioria das vezes, vivemos situações que insistem em nos dizer o contrário. Somos testados o tempo todo. A paciência tem que ser renovada todos dias. E, poxa, vamos combinar que isso é muito chato. É pior que chato. Haja criatividade...

O engraçado é que a sensação "sentir-se bem" é igual a um foguete. Logo vem logo vai. Nem mesmo dá tempo de curtir a sensação. Hoje, por exemplo, adorei estar na farmácia. Pode ser engraçado, mas me senti bem. Isso deveria acontecer em outro lugar, mas a vida tem dessas coisas.

Outro dia me senti muito bem ao entrar numa loja cheirosa. A vontade era de sentar numa das poltronas e ficar lá, assim, à toa. Sem livro, sem tv, sem água ou chá ou até sem ninguém. Aliás, um dos meus hábitos que era o de estar sempre sem ninguém mudou. Hoje adoro ter alguém ao meu lado. E isso é uma evolução.

O bom mesmo seria se o "sentir-se bem" fosse vendido em vidros de xarope na farmácia. Mas acho que aí, tal sensação não seria valorizada. Vai entender...vai entender...

Só sei que só quero me sentir bem!



imagem:http://i.ivillage.com/DF/Slideshows/walkingworkouts/afterworkout325.jpg

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Par perfeito não existe

O par ideal só existe dentro de nós. Tentar achá-lo é frustração certa.


A busca pelo par perfeito não leva a lugar algum. Quando conhecemos alguém, não sabemos como ele é. Podemos nos apaixonar à primeira vista. E isso não dura para sempre.

Como Narciso, nos apaixonamos por nós mesmos. Como isso não existe, trocamos repetidamente de parceiro ou ficamos sós.

Não percebemos que buscamos algo que não existe e culpamos o outro por não corresponder à nossa idealização.

A mulher encantadora do início do relacionamento torna-se ameaçadora, pois começa a cobrar compromisso - já que também se apaixona. O homem que parecia carinhoso e protetor começa a fugir ou agredi-lá. Nesse círculo vicioso, os dois vão se afastando.

Como resolver o dilema? Conscientizando-se de que nunca vamos encontrar o par perfeito. O príncipe encantado ou princesa não resistem à convivência.

Para convivermos com alguém temos que ser tolerantes e amar as pessoas até pelos defeitos, desde que haja lealdade, carinho e reciprocidade. Se esperamos encontrar nosso ideal, iremos sempre nos frustrar.

imagem: http://cantinhodumaalma.blogs.sapo.pt/arquivo/amor.jpg

terça-feira, 4 de maio de 2010

Ame a garota que está ao seu lado



Como estão carecas de saber leio de tudo mesmo, até os livros que são dedicados à leitura masculina. Um dos que li nesses dias foi o guia prático para um namorado perfeito. Por incrível que pareça, mesmo sendo direcionado aos homens, adorei a leitura.

Em um determinado momento do livro o assunto é sobre as “medidas” femininas. Uma história sobre um ciclano que namora a ciclana que está um “pouquinho” acima do peso. Ciclano pede ciclana em casamento e espera que ela fique magra depois que se casarem. Foi o que disse à um primo na festa do noivado. Ciclano é um panaca. Fala sério. Se o cara continua pensando ou falando que se as “respectivas” perdessem peso ficariam melhores é de lascar.

O livro diz que os homens devem amar o corpo da “escolhida” da maneira como ele é ou encontre um corpo que possa amar! Simples assim... simples como amar. Mas as pessoas complicam tanto...

imagem: http://annecarrie.files.wordpress.com/2008/10/relacionamentos-que-fazer-ela-foi-infiel-460x345-br.jpg

O verdadeiro relacionamento não existe

Destaco hoje mais um dos ensinamentos que li no livro A Cabana. É sobre liderança e poder – características essas tal comuns do homem. Há sempre o chefe. É o chefe de família, o chefe da repartição, o chefe da comunicação, o chefe financeiro da empresa, o diretor disso e daquilo e por aí vai. Não podemos condenar isso nem criticar. É totalmente comum a vida na sociedade com tais características. Acho que sem elas as coisas poderiam até ficar desorganizadas... C’est La vie (é a vida)! E Deus não concorda com isso não. Veja abaixo!

“Os humanos estão tão perdidos e estragados que para vocês é quase incompreensível que as pessoas possam trabalhar ou viver juntas sem que alguém esteja no comando.

Esse é um dos motivos pelos quais é tão difícil para vocês experimentar o verdadeiro relacionamento – acrescentou Jesus. Assim que montam uma hierarquia, vocês precisam de regras para protegê-las e administrá-la, e então precisam de leis e da aplicação delas, e acabam criando algum tipo de cadeia de comando que destrói o relacionamento, em vez de promovê-lo. Raramente vocês vivem o relacionamento fora do poder. A hierarquia impõe leis e regras e vocês acabam perdendo a maravilha do relacionamento que nos pretendemos para vocês.

Quando vocês escolhem a independência nos relacionamentos tornam-se perigosos uns para os outros. As pessoas se tornam objetos a serem manipulados ou administrados para a felicidade de alguém. A autoridade, com vocês geralmente pensam nela, é meramente a desculpa que o forte usa para fazer com que os outros se sujeitem ao que ele quer...

Vocês, humanos, estão tão perdidos e estragados que não conseguem compreender um relacionamento sem hierarquia. Por isso acham que Deus se relaciona dentro de uma hierarquia, tal como vocês. Mas não somos assim”.

imagem: http://ojovemcristao.webs.com/hug.jpg