sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Sherazade


Adoro a estória da Sherazade. Para não ser morta, ela contava todos os dias uma história para o rei Shariar. Ela desviava a atenção dele para ganhar mais um dia de vida. Para quem não conhece a estória, o rei havia sido traído e para se vingar, matava cada mulher que casava. Elas "duravam" apenas uma noite. Pois bem, quando chegou a vez de Sherazade, ela teve a sábia ideia e bolou um plano com a irmã mais nova: pediria ao rei para contar uma última estória para a irmãzinha (já que ela fazia isso todas as noites). O rei resmungou, zangou, achou ruim mesmo, mas permitiu. E ouviu a história. Pediu para que Sherazade continuasse...que não parasse por ali, estava curioso. Shariar não conseguia mais viver sem ouvir os contos de Sherazade. E foi assim...durante 1001 noites! E detalhe: Sherazade não morreu e acabou se casando pela segunda vez com o rei Shariar.

Adoro este livro. Tenho um box com dois livros. A estória é cuuuuumprida, mas é uma viagem legal! Vale a pena, garanto! Além da caixa ser linda, estilo "Marrocos".

Ah já ia esquecendo. Eles "viveram felizes" até o fim de seus dias. Bem melhor do que "viveram felizes para sempre".


imagem: http://vilamulher.terra.com.br/bete158871/mil-e-uma-noites-a-historia-da-rainha-sherazadecontinuacao04-9-4162131-77124-pf.php

Um comentário:

Sergio Paiva disse...

Olá!

“Meu amado esposo, antes de ordenar minha execução, você precisa conhecer meus filhos”, disse Sherazade. “Aliás, nossos filhos. Pois desde que nos casamos eu lhe dei três varões, mas você estava tão encantado com as minhas histórias que nem percebeu nada...”

O que dizer? Nada, só que eu adoro este teu Blog, venho cá me refazer de dias estressantes. O ministério da saúde adverte, teu blog faz bem a saúde!!!

Obrigado e até a proxima.
Sérgio Paiva