segunda-feira, 14 de março de 2011

O motivo do sumiço! "Tava" no paraíso...



Precisa dizer mais alguma coisa? Precisa sim. Não atualizei mais o blog por causa do motivo acima. E recomendo. As fotos foram clicadas na Ilha de Santo Aleixo. Este paraíso está localizado em Pernambuco, próximo a Porto de Galinhas. E digo categoricamente que as águas cristalinas são iguais as do Caribe. Para se chegar lá é preciso pegar uma lancha ou um catamarã. E se tiver sorte, ou seja, se a maré estiver baixa, ao sair da ilha, dê uma paradinha nos bancos de areia da Praia de Guadalupe (o que não pude fazer. Pena!).


De acordo com a guia, a Ilha de Santo Aleixo é particular, resultado de uma concessão de 100 anos (o que existia na época). O passeio realmente vale a pena, mas só se a pessoa tiver equilíbrio e gostar de barcos pois o que teve de gente com náusea...parecia um festival.


Enfim, recomendo. Por mim, estaria lá até ser expulsa do paraíso particular (já que já tem dono). Sem estresse, sem aquele tanto de gente, sem aquela disputa de mesinhas e guarda-sol. Outro lance bacana é a praia de Maracaípe (onde tirei a foto com a revista). É uma galera super relax que ouve Bob Marley e curte surfar. Aliás, esta é a praia do surf, nada de piscininhas, só ondas (o que não curto muito), mas recomendo ainda assim. Pegue uma mesinha no Bar do Marcão, coloque uma toalha ou canga na areia, monte uma caminha com direito a travesseiro e pronto. O peixe é excelente (Cioba). E, no final da tarde, para quem curte uma vitamina, açaí, salada de frutas, enfim, é só pedir para o vizinho do Marcão, o Laricão. Aliás, este lugar tem "personalidades" interessantes como o Buiú. Ele faz arte com a palha do côco e a madeira, toca violão, canta canções do Bob Marley e tem muita história para contar. Um barato!




Já que contei até aqui os meus passeios, vamos lá para mais um pouquinho de Pernambuco. Para quem quiser ficar sozinho mesmo, basta caminhar mais um pouco além da praia de Maracaípe para se chegar ao Pontal de Maracaípe. Pense no sossego! Aproveite a maré baixa para pegar um outro visual e depois vá até o encontro do mar com o rio. E é daí que vem o nome Maracaípe: do tupi "maraca" (som) e "ipe" (rio), ou seja som do rio.



2 comentários:

Elizabete disse...

Show de bola Carolzinha...adorei!!!
Bjim

Fabíola Góis disse...

Adorei!!!! Beijo.