domingo, 5 de agosto de 2012

Eu disse sim!


Passam se dias, meses, um semestre, e ela tem a certeza de que a solidão dela é consciente, certa de que não se quer ninguém! As viagens ao Rio de Janeiro são como o ar que ela respira. E vai longe para buscar esse sentimento que a torna viva de novo. E assim programa um voo atrás do outro. Feliz da vida por não depender de ninguém e não sentir falta de alguém especial. Ela se libertou! Compra flores no mercado, coloca na cestinha da bicicleta, sintoniza o ipod numa música legal, abre os braços e deixa que o vento bagunce os seus cabelos e pedala, pedala, pedala. As flores? Para ela, claro. Adora flores e o perfume delas é como um bálsamo de felicidade, um batismo de uma pessoa que está prestes a conhecer a real felicidade.

Ela se basta, viaja sozinha! Não quer ninguém, tem certeza disso. A garota passou a se importar só com ela. E achava que relacionamentos eram perda de tempo. Para que ser a cara metade de alguém se ela já tem uma cara inteira, um corpo inteiro autosuficente (que de vez em quando berra por açúcar)?! Bobagem...

Ela estava feliz, eu juro! Mas você chegou “chegando”, não deu tempo, não deixou que ela parasse para pensar, não deu tempo para que ela calçasse os tênis e fugisse mais uma vez. E assim foi...

Agora, ela tem escovas de dente na sua casa. No que foi que ela se meteu, onde foi que vocês se meteram? Ela veste a sua blusa com naturalidade. Não pensa, apenas vai. E assim foi...

O mundo se tornou pequeno para vocês. Paris terá dimensões reduzidas diante de tanta felicidade. As aves de Bruges serão insuficientes. O mar do Rio e as montanhas de BH servirão apenas de palco para tanta história.

E ela adora ele porque ele escreve para ela. Não como no filme, uma carta por dia, mas quase!

E ela adora ele porque ele a fez querer dizer sim, sim, sim!

Sim, eu aceito! Aceito ficar com você, viajar com você, desenhar com você, dormir e acordar com você, pedalar o mundo com você.


NOTA DA CAROL: Preste atenção na música.

NOTA DA CAROL 2: Um texto legal do Carpinejar. Clique aqui!

NOTA DA CAROL 3: Outro texto legal. Clique aqui!


Imagem: brunaejonathan.wordpress.com

Um comentário:

Sofia Mendes Marinho disse...

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥